51998417874

NO AR

De Campo

Com Rastro dos Festivais

Cantores Nativistas

Noel Guarany

Publicada em 26/12/18 as 09:51h por Rádio de Pátria e Querência - 54 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Rádio de Pátria e Querência)
NOEL FABRÍCIO DA SILVA - "O cantor da Bossoroca"

No dia de hoje, 26 de dezembro, no ano de 1941, nascia em São Luiz Gonzaga, Noel Fabrício da Silva, conhecido por Noel Guarany. Era filho de João Maria Fabrício e Antonina Borges do Canto. 

Logo que iniciou sua carreira artística, adotou a Buena Terra Missioneira como sua terra natal, ficando conhecido como o "Cantor da Bossoroca".  Em 1960 emigrou para a Argentina, onde trabalhou como tarefeiro de erva-mate, lenhador e balseiro.

 Esteve em Buenos Aires, depois foi para o Uruguai, Paraguai e Bolívia, lugares onde conviveu com muitos músicos, aperfeiçoou sua arte de tocar violão e aprendeu muito sobre a cultura musical desses países.

No início da década de 70, enquanto a cultura nativa era representada por nomes como Teixeirinha e Gildo de Freitas, o Cantor que cantou a Bossoroca fazia composições destacando as características da região em que tinha nascido.  

Com influências de latino-americanos como Athaualpa Yupanqui e Argentino Luna, Noel Guarany foi um dos primeiros a percorrer a América levando com sua música a cultura gaúcha, e colhendo ensinamentos que utilizou como subsídio para criação de suas músicas durante toda a sua futura carreira.

No final da década, apresentou alguns programas radiofônicos nas emissoras de Cerro Largo e São Luiz Gonzaga, bem como nas rádios Gaúcha e Guaíba de Porto Alegre, RS. Em 1970, lançou, em conjunto com Cenair Maicá, com o qual vinha se apresentando pelo Rio Grande do Sul e em festivais na Argentina, um compacto simples, com as músicas Filosofia de Gaudério e Romance do Pala Velho.

No ano seguinte, grava o seu primeiro LP, Legendas Missioneiras, pela gravadora RGE, que traz, entre outras, parcerias com Jayme Caetano Braun, Glênio Fagundes e Aureliano de Figueiredo Pinto. Neste disco, além das músicas constantes do compacto anterior, estão presentes outras pérolas de seu repertório, como Fandango na Fronteira, Gaudério e Eu e o Rio.

Nesta etapa, Noel Guarany, já apresentava os primeiros sintomas de uma doença degenerativa no cérebro, começou a afastar-se dos palcos, 

Em 1985 retira-se definitivamente dos palcos, em cumprimento ao prometido na carta de 1983. 

No ano de 1988, em conjunto com Jorge Guedes e João Máximo, lança o disco A Volta do Missioneiro. Nos próximos 10 anos, o grande gaúcho, cada vez mais debilitado, permaneceu recolhido em seu sítio na localidade de Vila Santos, no município de Santa Maria. 

Morreu no dia 06 de outubro de 1998, na Casa de Saúde de Santa Maria, tendo sido enterrado em Bossoroca, como dizia nos versos de Filosofia de Gaudério: "Se eu nasci para cantar, eu hei de morrer cantando". 

Em sua homenagem foi construído junto ao cemitério municipal, um memorial que simboliza sua arte e sua origem, representada pela cruz missioneira, pelo pala que deu origem a uma de suas mais famosas composições, Romance do Pala Velho e pelo violão, companheiro inseparável em suas andanças pelas missões do Rio Grande e do lado oriental. 

Saiba mais sobre Noel Guarany - acesse www.bossorocars.blogspot.com



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
16/07/19 - Cantores Nativistas 11º CANTO FARROUPILHA - REGULAMENTO
26/12/18 - Cantores Nativistas Noel Guarany
03/08/18 - Cantores Nativistas José Cláudio Machado
25/06/18 - Cantores Nativistas César Oliveira e Rogério Mello
Enquete
Qual dessas Redes Sociais voce acessa?

 Instagram
 Youtube
 Facebook
 Twitter







.

Radio De Pátria e Querência

51998417874

Visitas: 7905
Usuários Online: 7
Copyright (c) 2019 - Rádio de Pátria e Querência